Você está aqui:Início»Blog
(Isolar qualquer colega do DEPARTAMENTO é promover conflitos)Márcio Amaral, vice-diretor IPUB.....................Recentemente, em apresentação no C. de Estudos (como parte dos festejos dos 80 anos da instituição), um(a) nosso(a) professor(a) disse a seguinte frase: "O IPUB está criando um corpo de professores a ele ligados diretamente e já conta com x professores...". Pensei se tratar apenas de um "deslize verbal", especialmente pela aplicação da palavra "corpo". Afinal, eu nunca fizera diferença entre nós (professores) dependendo da ligação ou não com o DEPARTAMENTO DE PSIQUIATRIA E MEDICINA LEGAL. Para mim, havia apenas UM corpo de professores por aqui. Sempre achei que quanto…
(Que os autores em PSICOPATOLOGIA sejam fiéis às suas próprias definições)Márcio Amaral, vice-diretor IPUB...................Por um bom tempo, julguei ser apenas por inadvertência a confusão (a palavra é essa mesma) que praticamente todos os livros de psicopatologia fazem quando abordam a FALA e a LINGUAGEM em um único capítulo, tratando-as como se fossem totalmente interdependentes. Hoje estou convencido de que há um problema bem mais profundo na origem desse que considero mais do que um ERRO: um resquício da arrogância da razão humana; da ideia de que fomos feitos "à imagem e semelhança.."; de que o "VERBO" tem algo de divino…
(Qual dos dois termos é mais abrangente e fiel aos fenômenos a descrever?) Márcio Amaral, vice-diretor IPUB ............................ Está na moda, até entre psiquiatras, limitar a abrangência da psiquiatria em função de uma certa "objetividade" um tanto desviada de foco. É tendência que aparece em várias situações: profusão de imagens de cérebros e sistema nervoso (que antes eram apanágio da Neurologia); expressões como "neuropsiquiatria" e tantas outras manifestações. Além dos "ingênuos e inocentes úteis" (ao competidor, é claro), a Psiquiatria está povoada de "Cavalos de Troia": pessoas que descobriram sua própria limitação na compreensão do ser humano e tentam fazer uma "psiquiatria à…
(Contra o POSITIVISMO que assola a MEDICINA, uma dose de DIALÉTICA)Márcio Amaral, vice-diretor IPUB..............NOTA: até 10/4/18 a situação clínica do paciente em questão tem apresentado pequenas oscilações, mas não mais aconteceram situações incontornáveis.........................Ninguém mais do que eu gostaria de aplicar a situações semelhantes alguns controles que melhorariam muito as possíveis conclusões: doses, concentrações, EEG, imagens, etc. Como, entretanto, sou eminentemente um clínico e como há uma fragilidade considerável na situação, penso que esse tipo de intervenção corresponderia a uma "CURIOSIDADE IMPERTINENTE". Verifico uma tendência entre nós à mistificação da experimentação, como se fosse, ela mesma, a CIÊNCIA em si. Prefiro…
Início
Anterior
1
Página 1 de 72

banner pdf apostila MA

logo_acesso

logo ouvidoria ufrj

Buscar no Blog

Banner carta ipub

Calendário Blog

« Julho 2018 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
            1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30 31          

Parceiros IPUB