Você está aqui:Início»Blog»A JUSTIÇA E SEU CÃO GUIA: PASTORES-CÉRBEROS

A JUSTIÇA E SEU CÃO GUIA: PASTORES-CÉRBEROS

Avalie este item
(4 votes)

("Reorientando" homossexuais: moralismo travestido de CIÊNCIA)
Márcio Amaral, vice diretor IPUB

.....................
NOTA: "...que filósofo foi, antes de mim, um psicólogo e não precisamente o contrário...? Antes de mim não havia psicologia alguma"; "...Quem antes de mim desceu às profundidades cavernais de que emanam os gases venenosos daquela espécie de Ideal que é a calúnia do mundo?.."; "..a moral é a idiossincrasia do decadente com a intenção oculta de se vingar da vida..." (últimas págs do último livro de Nietzsche"ECCE HOMO").
Se é possível acrescentar algo, diria: em todos os campos do conhecimento o estudo científico se inicia pela observação, colheita de dados, investigação, reunião em teorias e assim por diante. O único no qual (antes de Nietzsche) tudo se iniciava por PRESCRIÇÕES do tipo:"VOCÊ TEM QUE SER ASSIM!" é o funcionamento da mente humana. Trata-se de uma ANTÍTESE do que se chama investigação científica. E é essa prática que os "ANTIPSICÓLOGOS" estão tentando nos impor novamente. Por isso, adoram usar palavras como "ORIENTAR", "REORIENTAR" e outras tão distantes do espírito que norteia a própria PSICOLOGIA. Essa é a razão teórica que permite a afirmação peremptória: há uma oposição de origem e inconciliável entre a PSICOLOGIA e as práticas (religiosas ou não) que visam traçar ou delimitar caminhos possíveis e "aceitáveis" para os seres humanos.
...................
A recente autorização de "pesquisas de novos instrumentos de intervenção 'terapêutica' sobre as escolhas sexuais das pessoas" servirá para oficializar as torturas morais---especialmente nos menores de idade---já tão frequentes nos ambientes de famílias preconceituosas e em inúmeros outros meios. Agora, porém, elas virão recobertas por um leve "verniz de ciência" voltada contra a ciência. Não demora muito e, a exemplo das "C. Terapêuticas", serão promovidos---com recursos públicos---verdadeiros campos de concentração para o que chamam de (mais um) grupo de "desviantes que precisam ser reorientados no caminho certo". Por tudo isso e para que esses jovens não se sintam sem qualquer possibilidade até de respirar em ambientes envenenados por prescrições moralistas, penso ser hora de criar canais para sua comunicação mais direta com a sociedade. Quando ouvi um certo Dep. Sóstenes terminar sua peroração assim: "Esquerdistas! Deixem nossas famílias e nossos filhos em paz" percebi uma confissão de ponto fraco. Sim, é nos jovens que está a esperança de mudanças consistentes no futuro. Por isso, é hora da criação de um "DISQUE DENÚNCIA: TORTURA CURA GAY" que receberia relatos (também por emails) dos dramas pessoais e familiares. Mantendo o anonimato, poderiam até justificar investigações policiais específicas. A discussão sairia do etéreo (no qual a mentira é tão fácil de passar) e viria para a VIDA. Assim, muitas vidas, sonhos e projetos poderiam ser salvos além da geração um banco de dados para a principal de todas as lutas: a IDEOLÓGICA.
......................................
UMA LIMINAR VICIADA E EQUIVOCADA POR TODOS OS LADOS
(Ver: http://www.universoaa.com.br/opiniao/entenda-por-que-nem-sob-o-aspecto-juridico-a-defesa-da-cura-gay-e-correta/, pelo advogado Rodrigo Azeredo)

Entenda por que nem sob o aspecto jurídico a defesa da ...
www.universoaa.com.br
Apesar de parte da sociedade defender que juridicamente a liminar que possibilita terapias de reversão sexual está correta, o advogado Rodrigo Azeredo explica

................
A esperteza aplicada na Ação de agora---apenas "requentada" a partir de duas anteriormente recusadas---foi usar o: "proteger o direito à pesquisa científica e proteção ao patrimônio histórico e cultural". Sim! Os piores venenos podem ser envolvidos em mel. Com isso, entretanto, chamaram à dança (e pronunciamento) TODOS os órgãos de controle das práticas verdadeiramente científicas: C. de Ética das diversas universidades, SBPC e tantas outras. Afinal, uma "justificativa" dessas poderia servir, por ex., para "pesquisas" quanto à superioridade de raças ou povos uns sobre outros; ou de um gênero sobre outros. Há linhas de "investigação" que são podres já no seu nascedouro. Delas nenhum conhecimento edificante para a humanidade pode brotar: apenas a transformação do preconceito individual (até compreensível por ignorância) em algo OFICIAL e PERVERSO. Esse caminho agora reaberto, aliás, já foi trilhado em séculos passados, especialmente por falsos cientistas alemães com o seu "ARIANISMO" e todos sabem das suas consequências.
..............................
E A "REORIENTAÇÃO" DOS CANHOTOS? CRUZ...CANHOTO!
.................
Talvez essa seja a situação que mais se parece com a atual. Aliás, esse foi o primeiro dos preconceitos humanos: contra os CANHOTOS e sua origem sempre a mesma: dificuldade em aceitar as diferenças, a partir de um NARCISISMO (individual, de raça ou de povos). Até na linguagem isso se expressa: CANHOTO é um dos codinomes usados para o DIABO! E quantos abusos se cometeram contra essas pessoas! Até se amarravam braços esquerdos para obrigar ao uso dos direitos! Bem hoje o que mais essas pessoas estão usando é o "DIREITO"...contra os DIREITOS, a exemplo dos diplomas de PSICOLOGIA contra a PSICOLOGIA. E a DOENÇA? E a CURA? Eis duas palavras que a PSIQUIATRIA moderna tem evitado usar! Afinal, uma doença implica boa caracterização de: etiologia, fisiopatologia, genética, forma de transmissão, etc. nunca identificados para a maior parte dos TRANSTORNOS MENTAIS. Aliás, essa é a expressão consagrada e utilizada por qualquer psiquiatra que se respeita e à sua especialidade. Sim, há sofrimento psíquico, sinais, sintomas e síndromes; há terapêuticas bastante efetivas, mas DOENÇAS propriamente ditas só os LEVIANOS aplicam esse termo. Já os mais humanos e sérios (na área) olham a SAÚDE como um estado de equilíbrio* e os TRANSTORNOS como a perda desse equilíbrio. Em consequência, as terapêuticas devem visar, antes de tudo um restabelecimento ou o alcance de um novo equilíbrio. CURA...deixemos para os CURANDEIROS, FALSOS PASTORES. Infelizmente, agora somos obrigados a incluir a JUSTIÇA nessa lista. Só há uma explicação para tanta irresponsabilidade: o viés do preconceito falsamente religioso que tem impregnado e perturbado boa parte da vida brasileira
https://mundoestranho.abril.com.br/historia/e-verdade-que-os-canhotos-ja-foram-perseguidos/

É verdade que os canhotos já foram perseguidos? | Mundo ...
mundoestranho.abril.com.br
Sim, e bastante. Durante boa parte da história da humanidade, o lado esquerdo e os que utilizam mais essa mão foram vítimas de preconceito cultural, social e ...

.................
E ABP...APERJ...? NÃO TÊM NADA A VER COM ISSO?
...................
A verdade é que, no momento em que se associou a homossexualidade a uma DOENÇA (específica ou não), as entidades que congregam PSIQUIATRAS estão obrigadas a se pronunciar a respeito. Afinal, é nas nossas classificações que se procuram por aqueles diagnósticos que norteiam as intervenções terapêuticas em geral, especialmente no serviço público. Ficar calado é mais do que uma OMISSÃO, CUMPLICIDADE. Em praticamente todas as situações um tanto nebulosas que envolvem a psiquiatria, sempre se arranjam alguns venais o bastante para alugar seu nome e CRM de maneira a coonestar os maiores absurdos. Não faz muito tempo, um desses, para livrar da cadeia um traficante filho de uma juíza no MS, chegou ao ponto de inventar a expressão "síndrome borderline". Dessa vez, entretanto, faço uma aposta um tanto temerária: nenhum psiquiatra vai se apresentar publicamente em apoio a essa medida esdrúxula. Há que perguntar, então, às instâncias superiores da JUSTIÇA: onde foi encontrada base de apoio TÉCNICO/CIENTÍFICO àquela decisão? Assim, estou certo de que, por mais pusilânimes que nossos julgadores possam ser, ela não se sustentará.
......................
E COMO A PSIQUIATRIA TEM ABORDADO A QUESTÃO?
.......................
Nenhuma de nossas classificações, desde meados do século passado, abordou o problema da homossexualidade como DOENÇA propriamente dita. Até 1980 era incluída entre as PERVERSÕES, não no sentido pejorativo, mas apenas como um desvio em um caminho a partir das tendências INSTINTIVAS ("PER-VERSÃO"): afastar-se de um certo caminho que, julgava-se, seria o determinado pelos instintos. Ainda na década de 1960, Nobre de Mello, nosso grande professor (UFF), escreveu em seu livro (que se tornou um clássico em PSICOPATOLOGIA) não haver qualquer base científica (de natureza antropológica, inclusive) para a inclusão da homossexualidade e do incesto entre as perversões das tendências instintivas. Mas foi em torno das discussões que levaram ao DSMIII (1980-87) que essa questão se resolveu plenamente e a homossexualidade não mais foi "contemplada" entre as perversões. Uma NÃO ACEITAÇÃO pelo próprio e sofrimento psíquico associado: a assim chamada H. "egodistônica ou desarmônica" pode e deve ser abordada de forma terapêutica (como para muitos outros conflitos interiores). Não é papel de profissional que se preza, entretanto, "orientar" alguém em um sentido ou noutro, mas apostar na ampliação do autoconhecimento e sua afirmação individual: uma espécie de "TORNA-TE O QUE ÉS" (Nietzsche)...e encare as consequências.
...............................
UM JUIZECO..ECO..ECO..E MUITOS ECOS: O ESPÍRITO DE CORPORAÇÃO
.....................
Dirão alguns: "mas não é a JUSTIÇA em geral quem está fazendo esse julgamento ...apenas um juizinho de primeira instância". Infelizmente, a Pres. do STF e seus pares encarregaram-se de fazer com que as coisas não possam mais ser vistas dessa maneira. Não faz muito tempo, quando Renan acusou um "juizeco de primeira instância", aquela Ministra veio a público e disse: "Quem mexer com um juiz de qualquer instância estará mexendo comigo e com todos os membros da JUSTIÇA brasileira". Assim, a sociedade foi apresentada aos novos INTOCÁVEIS e "acima de qualquer suspeita". Daí aos tantos absurdos protagonizados por juízes de todas as instâncias...apenas um passo. Não é demais lembrar aqui o ditado latino, especialmente para quem tanto gosta de citações nessa língua: "Corruptio optimi pessima est" (a corrupção do que há de melhor é o que há de pior). Talvez até em função dessa desmoralização que tem atingido nossa JUSTIÇA, um General ousou ameaçá-la publicamente de um CERCO, dando até prazo para que resolva a situação e "moralize" (todos sabemos essa palavra significa em bocas desse tipo) as instituições antes que o cerco se feche. A expressão por ele usada foi "APROXIMAÇÕES SUCESSIVAS". Se fosse contra forças inimigas diria "FECHAR A PINÇA". Como é CONTRA seu próprio povo e nossas instituições usou outra expressão. O tal general, agora o sabemos, odeia mesmo o povo brasileiro e as origens de sua cultura. Na mesma fala condenou nossas origens: ibéricas, negras e indígenas. Parece querer trocar de povo, mas parece mais fácil trocar de Generais...
.........................
*Por isso mesmo, se pudesse apontar uma das maravilhas da natureza, especialmente dos corpos e mentes dos animais em geral, seriam os MECANISMOS DE HOMEOSTASIA (resiliência, quando envolvendo diretamente as mentes): reflexos e sinalização às mentes pela de busca reequilíbrio (expressados por fome, sede e outras coisas mais complexas).

Comentarios (0)add
Voce precisa estar logado para postar um comentario. Por favor registre-se se caso nao tenha uma conta

busy

banner pdf apostila MA

logo_acesso

logo ouvidoria ufrj

Buscar no Blog

Banner carta ipub

Calendário Blog

« Outubro 2017 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
            1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30 31          

Parceiros IPUB